Blog - O que é Mapa de Risco e como preparar um corretamente. - Conforto - Nosso mundo é seu bem-estar
Blog

O que é Mapa de Risco e como preparar um corretamente.

30/07/2021

As medidas preventivas existem para garantir mais proteção e segurança no ambiente de trabalho, assim como conscientizar os funcionários e visitantes. O Mapa de Risco é mais uma dessas medidas e faz parte dos processos essenciais e obrigatórios, conforme NR 5 e CIPA. Mas afinal, o que é um Mapa de Risco? O Mapa de Risco é uma representação gráfica, feita pela CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), em conjunto com os trabalhadores. Descreve, de forma qualitativa, todos os riscos existentes nos locais de trabalho. Essa representação funciona através de cores específicas, para demonstrar cada risco, e círculos, de tamanhos diferentes de acordo com o grau, para representar cada uma das ameaças encontradas na planta. Atua também como um grande aliado na missão de evitar acidentes e planejar ações de segurança. É fundamental para comunicar colaboradores e visitantes de qualquer possível risco encontrado em cada ambiente, e também para a compreensão da importância da conscientização quanto ao uso adequado dos EPIs. - E qual a melhor maneira para montar um Mapa de Risco? O Mapa de Risco é construído tendo como base a planta baixa ou esboço do local de trabalho, e os riscos serão definidos pelo diâmetro de cada círculo e suas cores. É muito importante ficar atento às cores para identificar o tipo de risco existentes e aos tamanhos para determinar o seu grau. - Círculo pequeno: risco pequeno ou médio, desde que já controlado. - Círculo médio: risco relevante que pode ser controlado. - Círculo grande: alto risco e que não pode ser neutralizado ou sequer possui mecanismos de controle ou redução. Cores: - Verde: relacionada aos Riscos Físicos; - Vermelho: Riscos Químicos; - Marrom: Riscos Biológicos; - Amarelo: Riscos Ergonômicos; - Azul: Riscos de Acidentes. A partir disso podemos separar em 5 etapas a construção do Mapa de Risco: 1 - Mapear todos os processos de trabalho do local para reconhecer os riscos diferentes em cada atividade. 2- Determinar os fatores de risco e o grau de perigo que oferecem. 3 - Identificar as medidas de prevenção existentes e sua eficácia. 4 -Especificar os indicadores de saúde. Como por exemplo, doenças profissionais e acidentes que já aconteceram no local. 5 - Coletar todas as informações e elaborar o Mapa de Risco. Vale lembrar que um Mapa de Risco deve ser atualizado sempre que alguma mudança aconteça (medidas preventivas que eliminem riscos, mudança na planta, mudança de atividade, etc). Fazer o Mapa de Risco é essencial e é vital para a segurança de todos em um bom ambiente de trabalho.

Veja Também

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
FALE CONOSCO

Estamos à disposição para responder dúvidas, críticas e sugestões. Entre em contato com a nossa equipe através do espaço abaixo.

CLIQUE AQUI