Blog - O que é a APR? - Conforto - Nosso mundo é seu bem-estar
Blog

O que é a APR?

15/07/2022

A APR é prevista em diversas Normas Regulamentadoras (NRs), tais como, a NR – 18 Construção Civil, NR – 35 – Trabalho em Altura, entre outras. A Análise Preliminar de Riscos nada mais é que uma inspeção ou um levantamento prévio e detalhado sobre todos os riscos que possam estar presentes em um ambiente de trabalho. Com o levantamento dos riscos ocupacionais, deve-se propor ações preventivas para evitá-los. Por exemplo, quando realizada na construção civil, a APR, analisa cada etapa das tarefas exercidas dentro da empresa e identifica os possíveis erros que podem ocorrer e se tornar em acidentes, assim podendo indicar formas para reduzir estes erros. A APR é fundamental em todo ambiente de trabalho, sendo um ponto importante para se manter uma cultura de SST e para se prevenir acidentes e doenças de trabalho. É uma atividade que permite estabelecer Procedimentos Operacionais, Checklist de SST, Definir EPI’s, Elaborar um plano de ações preventivas, entre outros aspectos que reduzem acidentes de trabalho. Quais são os objetivos? Esta análise segue um “roteiro” para atingir seu objetivo principal que é identificar os riscos ocupacionais presentes no ambiente de trabalho. Os objetivos da Análise Preliminar de Riscos são: Identificar os riscos em todos os setores da empresa, abrangendo todos os cargos; Orientar os trabalhadores sobre estes riscos e incentivá-los a se prevenirem; Criar processos e técnicas para priorizar a Segurança e Saúde do Trabalho; Planejar toda a prevenção, em partes para cada etapa do trabalho e cada ambiente diferente; Prevenir todos os acidentes, sejam eles causados por falha humana ou mecânica. Como a APR é realizada? A APR é obrigatória para trabalhos em altura e os que são realizados em espaços confinados, construção civil e mineração, por exemplo. Porém, mesmo não sendo obrigatória em algumas áreas, é sempre bom realizá-la para evitar quaisquer possíveis riscos. Para a realização de um APR, devem participar, além do engenheiro de segurança e dos membros da CIPA, que são os principais realizadores, também o máximo de colaboradores possível, para que o máximo de informação seja coletada e todos os possíveis riscos evitados. Com todos reunidos, algumas questões devem ser levantadas e debatidas, sendo elas: Os trabalhadores estão expostos a alguma fonte geradora de riscos? Os trabalhadores ficam em contato com alguma fonte geradora? Por quanto tempo o trabalhador fica exposto ou em contato com esta fonte? Qual a frequência dessa exposição? Qual é a distância entre o trabalhador e a fonte? A fonte geradora de risco pode variar, podendo ser desde uma máquina que produz ruídos a uma condição, um ambiente de trabalho quente por exemplo. As APRs devem sempre seguir os itens das normas regulamentadoras (NRs). Elas são diretrizes que garantem a segurança e saúde dos trabalhadores em seus ambientes de trabalho. As Análises podem ser realizadas na forma de auditorias de segurança, em campo, podendo usar a tecnologia como auxílio para preencher um checklist identificando os riscos e traçando as medidas de prevenção como ações preventivas. Outras sugestões para implantar a APR são (ERTHAL, 2014): Reunir os dados necessários disponíveis sobre o sistema em estudo, através de informações proporcionadas pela experiência prévia com qualquer atividade semelhante, ou que utilize equipamentos e materiais similares; Realização da análise preliminar de riscos, considerando, por exemplo, equipamentos e materiais perigosos, fatores ambientais, procedimentos operacionais e de atendimento a emergências e sistemas de segurança; Registro de resultados através da tabela, descrevendo: fatores de risco, causas, efeitos potenciais, categorias de frequência, severidade e risco, bem como as medidas corretivas e preventivas. A Importância da APR: Todo tipo de área de atuação possui seus riscos, riscos ocupacionais que quando não são eliminados podem acabar em acidentes ou provocar agravos na saúde dos trabalhadores, isto é, provocar doenças ocupacionais. Desta forma, qualquer ambiente de trabalho mesmo que não seja tão perigoso é necessário realizar a APR, pois: Identifica riscos à saúde e segurança dos trabalhadores, por mais brando que eles sejam; Auxilia na criação e manutenção de práticas de segurança do trabalho; Conscientiza os colaboradores para aderirem essas práticas de segurança; Facilita a gestão de riscos ocupacionais por parte da equipe de SST. Podemos concluir que a APR é uma prática essencial para manter seu ambiente de trabalho seguro e seus trabalhadores saudáveis e em segurança. É uma prática que permite introduzir medidas preventivas e reforçar a importância em se corrigir os pontos críticos identificados no ambiente de trabalho. Fonte: Blog Onsafety, de 31/05/22

Veja Também

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32
  • 33
  • 34
FALE CONOSCO

Estamos à disposição para responder dúvidas, críticas e sugestões. Entre em contato com a nossa equipe através do espaço abaixo.

CLIQUE AQUI